Volante aguarda pedido de revanche de Carabajal

By | 15/01/2018

Brasileira Rose Volante tem seis meses para colocar título em jogo (Foto: Reinaldo Carrera)

Não há qualquer definição para a primeira defesa do título mundial da brasileira Rose “The Queen” Volante, 35. A atleta nacional espera por pedido de revanche pelo time da argentina Brenda “La Pumita” Carabajal, 26, a quem superou em decisão majoritária no último dia 22 de dezembro, em San Salvador de Jujuy (Argentina), para conquistar o até então vago cetro OMB da categoria leve (61,2k). Existe um acordo informal para que Volante conceda o reencontro a Carabajal, mas até o momento não houve qualquer manifestação pelo lado da portenha.

Relembre aqui: Rose Volante iguala marca de Eder Jofre

Relembre aqui: Mundial de Rose Volante revive boxe nacional

A equipe de Volante (13-0-0, 7 KOs) tem de começar a planejar sua próxima aparição já levando em conta a hipótese de “La Pumita” Carabajal (13-4-1, 9 KOs) não exercer a possibilidade de revanche. O melhor para a brasileira seria que seus apoiadores e patrocinadores se unissem para fazê-la lutar em solo nacional, diante de adversária integrante do Top 15 da OMB, já que tem direito a exposição voluntária do cinturão.

Pelo regulamento da OMB, toda campeã tem prazo máximo de seis meses para expor sua coroa sob pena de ser destituída e Rose Volante não pode correr riscos desnecessários como o de ser obrigada a colocar o cinto em jogo na casa de eventual adversária. Na história do boxe brasileiro, os antigos campeões Miguel de Oliveira e Valdemir “Sertão” Pereira perderam o cinturão logo na primeira defesa e sempre atuando fora do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *