Tio de Mayweather vê triunfo fácil sobre McGregor

By | 22/06/2017

Com Floyd, Jeff Mayweather (d) já treinou atletas de MMA (Reprodução)

Treinador renomado, ex-lutador e até mesmo preparador de atletas do MMA, Jeff Mayweather, 53, não consegue ver outro resultado que não a vitória do sobrinho Floyd Mayweather, 40, sobre Conor McGregor, 28, no embate de boxe marcado para 26 de agosto no T-Mobile Arena de Las Vegas, estado de Nevada (EUA). “Floyd ganhará pela variedade de golpes ou ataques no corpo. Conor desistirá em algum momento da luta ou será interrompido”, analisa Jeff Mayweather.

Sem ter dúvidas sobre o triunfo do parente famoso, Jeff Mayweather acredita que Floyd poderá repetir o mesmo roteiro do triunfo obtido sobre o ítalo-canadense Arturo Gatti, em 2005. Na oportunidade, Floyd disparou socos à vontade, sob vários ângulos e com velocidade incompatível com a lentidão de Gatti. Temendo maior massacre, o treinados Buddy McGirt impediu que o pupilo retornasse para o sétimo round e o outrora desafiante Floyd ficou com o título CMB superleve (63,5k).

Jeff Mayweather não acredita que o diferença de idade pese contra o sobrinho. “Floyd é um dos mais incansáveis trabalhadores do esporte e o melhor boxeador quando se trata de sistema defensivo. Esses pontos serão fundamentais no combate com McGregor”, analisa o técnico, que ainda assim deixa uma abertura para o irlandês. “Um grande perfurador sempre pode encontrar um golpe definitivo ao acaso. Mas as habilidades de Floyd são muito superiores”.

No passado, Jeff Mayweather treinou atletas das artes marciais mistas como Roy Nelson, Mohammed Laval, TJ Dillashou e mesmo o brasileiro Vitor Belfort. Com essa experiência, ele avalia que nenhum lutador de MMA é capaz de fazer frente a um mestre dos ringues. “Se Conor tivesse experiência no boxe acho que o combate poderia durar todos os roundes. Ele é muito durável. Mas creio que Floyd encontrará uma maneira de pará-lo quando Conor já estiver cansado”.

Luvas Cruzadas

Wilder negocia com Whyte – Disposto a lutar em qualquer lugar do mundo para construir seu legado, o americano Deontay Wilder (38-0-0, 37 KOs) já recebeu três ofertas financeiras do time do britânico Dillian Whyte (20-1-0, 15 KOs). O confronto seria realizado em solo inglês antes do fim do ano e seguramente seria a maior bolsa já recebida por Wilder, dono do cinto CMB dos pesos pesados.

Ward negocia com Stevenson – Todos os lados envolvidos desejam caminhar para a mesma direção a fim de concretizar o combate unificatório da divisão meio-pesado (79,3k). O americano Andre Ward (32-0-0, 15 KOs), detentor das correias AMB, OMB e FIB, aceita as conversas para enfrentar o haitiano-canadense Adonis Stenvenson (29-1-0, 24 KOs), campeão CMB. Seria a primeira vez na história que a categoria teria um legítimo campeão com os quatro cinturões simultaneamente.

Preso perde cinturão – Já preso e aguardando julgamento, o georgiano Avtandil Khurtsidze (33-2-2, 22 KOs), 38, foi despojado do título interino OMB médio (72,5k), conquistado em abril passado nos Estados Unidos, país em que está radicado. O boxeador foi detido em 7 de junho último, acusado de conexão com sindicato de crime formado por russos e georgianos, formado por mais de 30 pessoas que extorquiam, roubavam e cometiam assassinatos de aluguel, entre outros ilícitos. Khurtsidze pode pegar pena de 40 anos de cadeia mais multa de US$ 250 mil (R$ 832,5 mil). Ele estava programado para enfrentar o britânico Billy Joe Saunders, dono do cinto regular OMB médio, em 8 de julho.

Revanche em agosto – Tudo está praticamente acertado para que o espetacular ucraniano Vasyl Lomachenko (8-1-0, 6 KOs) suba ao ringue para a revanche com o mexicano Orlando Salido (44-13-4, 31 KOs) seu único algoz no profissionalismo. O embate deve ocorrer em 5 de agosto, em Los Angeles, Califórnia (EUA), válido pela cinta OMB superpena (58,9k) do ucraniano. Em 2014 quando Lomachenko desejava ser campeão OMB pena (57,1k), apenas em sua segunda luta na esfera remunerada, acabou perdendo por pontos para o asteca em decisão dividida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *