Sem ser alemão, pesado Charr pede desculpas

By | 01/12/2017

Manuel Charr vive na Alemanha desde os cinco anos de idade (Reprodução)

No sábado passado, ele conquistou o título mundial dos pesos pesados e vangloriou-se de quebrar o jejum de 85 anos sem o cinturão da categoria para a Alemanha – o último havia sido o lendário Max Schmeling. Pois bem. Investigado a fundo, o libanês Manuel Charr, 33, teve de admitir que, na realidade, não tem cidadania germânica e se viu obrigado a pedir desculpas. No último dia 25 de novembro, Charr superou por pontos o gigante russo Alexander Ustinov para abraçar o cetro vago “regular” AMB já que o britânico Anthony Joshua é detentor do cinto de supercampeão.

Colocado na parede por sua mentira, Charr (31-4-0, 17 KOs) jogou a culpa de ainda não possuir a naturalização em seus conselheiros e advogados e promete que ele mesmo tratará do assunto pessoalmente. Em realidade, o peso pesado teve negado outra vez o pedido de naturalização em 2015 e, desde então, não mais solicitou mudança em sua cidadania.

“Quero pedir desculpas ao povo alemão”, destacou Charr, mas já com a esperança de defender a coroa pela primeira vez já na condição de germânico – a AMB deu prazo para para sua equipe entrar em acordo para expor contra o porto-riquenho Fres Oquendo e o vencedor será desafiante de Joshua. Atual residente na cidade de Colonia, Charr vive na Alemanha desde os cinco anos de idade devido a mudança dos pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *