Sem saída, cubano Rigondeaux sobe de categoria

By | 05/01/2018

Rigondeaux tem andado de cabeça baixa (Arquivo)

Com pouquíssimas opções para encaminhar seu futuro depois de série de notícias ruins nas últimas semanas, o cubano Guillermo Rigondeaux, 37, começa a avaliar a possibilidade de fincar sua carreira agora na divisão pena (57,1k). O atleta perdeu feio no sexto round a luta para Vasyl Lomachenko, não teve detectada a alegada fratura na mão para desistir do combate e ainda foi despojado do cinturão de supercampeão supergalo (55,3k) da AMB.

Cabisbaixo e desanimado ao extremo, Rigondeaux (17-1-0, 11 KOs e 1 sd) estima que será muito difícil encontrar embates e rivais interessantes na antiga categoria em que era campeão por tudo que tem perdido ultimamente. A solução seria encontrar novos ares e estímulo partindo para competir entre os penas, contudo, ele tem ressalvado que não aceita nomes de pouca qualidade, apontando desejo para adversários mais poderosos e atraentes como os mexicanos Abner Mares e Leo Santa Cruz, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *