Rigondeaux: para destruir Lomachenko e Arum

By | 29/11/2017

Cubano Rigondeaux deseja calar a boca de críticos sobre seu estilo (Reprodução)

Há sim ar de vingança no cubano Guillermo Rigondeaux, 37. No próximo dia 9 de dezembro no Madison Square Garden Theater de New York (EUA), ele estará subindo duas categorias de peso para desafiar o ucraniano Vasyl Lomachenko, 29, campeão OMB superpena (58,9k) e, ao mesmo tempo, pretende dar resposta a todas as críticas emitidas pelo veterano promotor Bob Arum.

“Nenhum outro boxeador no planeta procurou lutas e viu como os adversários fugiram. E se quando eu bati (Nonito) Donaire todo mundo ficou com medo, imagine o que pode acontecer depois que eu ganhar de Lomachenko. Vamos ver o que os especialistas inventarão”, desabafa Rigondeaux (17-0-1, 11 KOs e 1sd) que desde o triunfo sobre o filipino em 2013, só subiu ao ringue em sete ocasiões.

Naquele combate de há quatro anos, Rigondeaux dominou amplamente Donaire, uma das estrelas da Top Rank comandada por Arum, e seu estilo foi muito criticado pelo empresário. Desde então os dois lados romperam relacionamento e o caribenho espera causar o mesmo dissabor agora. “Será um tremendo golpe. Ainda não sei como Bob Arum permitiu Lomachenko lutar comigo. Ele pensa que o ucraniano pode me bater, mas ele cometeu um grande erro. Lomachenko perderá como Donaire”, reforça o cubano.

Relembre:

Técnico prevê Rigondeaux hábil para Lomachenko

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *