Por doping, Wilder quer substituir Ortiz

By | 29/09/2017

Deontay Wilder teve três rivais flagrados em doping nos últimos 16 meses (Reprodução)

O anúncio de flagrante de doping do cubano Luis Ortiz está fazendo com que o time de Deontay Wilder, 31, passe a avaliar possíveis candidatos substitutos para o combate previamente agendado para 4 de novembro no Barclays Center de New York (EUA). O americano ficou irritado com a detecção de substâncias proibidas nos testes de urina do caribenho e já indicou que não aceita subir ao ringue com um atleta em condições irregulares.

Wilder (38-0-0, 37 KOs) é dono do título CMB dos pesos pesados desde de 2015, está partindo para a sexta defesa e não abre mão de encarar adversários limpos de drogas. Nos últimos 16 meses são três os oponentes flagrados no doping antes de combaterem com o americano e que foram sumariamente afastados: Alexander Povetkin, Andrzej Warwrzyk e agora Luis Ortiz.

Não demorou muito para o britânico Dillian Whyte (21-1-0, 16 KOs) se colocar à disposição para brigar pelo título mundial. Ele está em treinamento regular para lutar em preliminar de Anthony Joshua-Kubrat Pulev em 28 de outubro e ocupa o posto #3 do CMB. Pelas redes sociais, Whyte mandou recado ao campeão pedindo para não criar desculpas e enfrentá-lo. Os representantes de Wilder querem definição em caráter de urgência.

Relembre:

Ortiz é pego no doping; lutar com Wilder é dúvida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *