Holmes pede mais reconhecimento a Ali nos EUA

By | 12/10/2017

Há 37 anos, Holmes (e) obrigou córner a determinar abandono de Ali (Arquivo)

O último homem a interromper o lendário Muhammad Ali pede mais reconhecimento à história de um dos maiores ídolos da história do esporte em todo o mundo. O americano Larry Holmes, 68, esteve na Grã-Bretanha nesta semana e atacou seu país natal por não dar o devido crédito ao compatriota morto em junho de 2016. Holmes enfrentou um envelhecido e doente Ali em 2 de outubro de 1980, obrigando o córner do rival a decretar o abandono ao fim da décima rodada. Larry Holmes esteve no Reino Unido convidado pela empresa TAG Heuer para presenciar leilão de réplicas de relógio e luvas assinadas por Muhammad Ali.

“Estamos escorregando na América! Muhammad Ali é um dos melhores lutadores de todos os tempos e tive de vir aqui para o Reino Unido para ver um dos maiores de todos os tempos ser reconhecido”, desabafou Holmes que chegou a ser sparring do lendário oponente durante cinco anos. Já introduzido ao Hall da Fama, ele admite que foi Ali foi seu ídolo, mesmo tendo de enfrentá-lo e derrotá-lo na inesquecível noite de 37 anos atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *