Fury pede ajuda a Trump por luta com Joshua

By | 01/11/2017

Luta entre Joshua (d) e Fury é capaz de render fortunas na Grã-Bretanha (Reprodução)

O falastrão ataca mais uma vez. Longe das competições há duas temporadas, o britânico Tyson Fury, 29, sempre consegue criar alguma situação ou efetuar declaração para não ficar fora da mídia. E tem conseguido. Desta feita, o gigante de 2,06m fez apelo ao presidente americano Donald Trump para que o auxilie na eventual realização de confronto com Anthony Joshua, dono dos cintos unificados AMB e FIB dos pesos pesados.

“Se você (Trump) quiser pode me escoltar até o ringue e fazer parte da maior luta da história do boxe”, escreveu Fury (25-0-0, 18 KOs) nas redes sociais. No passado, Trump esteve envolvido com o esporte das luvas, notadamente pela cessão de seus hotéis para a produção de eventos. Do outro lado da mesa, Eddie Hearn, promotor de Joshua (20-0-0, 20 KOs), gosta da ideia da luta que renderia fortunas na Grã-Bretanha, mas sabe que Fury ainda precisa recuperar a licença de pugilista, bem como se apresentar em forma física mais adequada que seus atuais 160 quilos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *