Fora do ringue, federação muda resultado de luta!

By | 09/01/2018

Dimitrenko (e) somou mais uma vitória no registro; Rovcanin (d) perdeu a invencibilidade

Em precedente muito perigoso, a Federação Alemã de Boxe decidiu alterar o resultado de um combate apenas com base em seu regulamento. Em 22 de dezembro passado, o peso pesado russo Alexander Dimitrenko empatou ao fim de dez rounds com o montenegrino Miljan Rovcanin, no placar dos juízes em 96-90 (para o russo); 94-92 (para o montenegrino), e 93-93, em evento disputado em Sporthalle de Hamburgo (Alemanha).

Depois do confronto, o time de Dimitrenko entrou com processo na federação, alegando que Rovcanin foi penalizado com dois pontos no terceiro giro e mais um ponto na sétima rodada por irregularidades e, com a soma dos três pontos, deveria ter sido desclassificado pelo árbitro. A luta foi até o seu fim. Agora, porém, a federação germânica aceitou os argumentos e simplesmente emitiu parecer favorável ao russo, apontando sua vitória por desclassificação. Dimitrenko ficou com mais um vitória no registro; Rovcanin perdeu a invencibilidade.

Doping e fraude são motivos

Mudar resultado de combates é normal quando identifica-se ilegalidades posteriores como reprovação em exame de doping. Mike Tyson, por exemplo, teve luta alterada para “sem decisão” depois de flagrante por uso de maconha no embate com Andrew Golota, em 2000, quando no ringue havia vencido por nocaute técnico no segundo round.

Fato semelhante ocorreu com o brasileiro Jackson “Demolidor” Junior. Em 2013, ele havia sido superado pelo cubano Umberto Savigne por nocaute técnico na quarta etapa, entretanto, o boxeador caribenho não passou nos testes antidoping por uso de substâncias ilegais e a luta também foi tornada “sem decisão”. Uma luta poderia ter resultado modificado em outras situações como a descoberta de “acordo” entre pugilistas para decretar triunfo de um ou de outro previamente, em clara manipulação.

Mudar placar no futebol?

Mas o que a federação alemã de boxe fez não está dentro das ações naturais, afinal, o árbitro até errou ao não aplicar a regra da entidade no embate entre Dimitrenko e Rovcanin, contudo, a luta foi completa em todos os seus rounds pactuados. Seria o mesmo que abrir a possibilidade para uma organização mudar o resultado de um jogo de futebol ao reavaliar depois, seja por meio de vídeo ou outra forma, que um árbitro anotou pênalti erradamente e que, no fim, acabou permitindo a vitória a determinado time. O adversário poderia entrar com pedido para revisão e eventual modificação do placar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *