Cris ‘Cyborg’ quer boxe sem grande luta no UFC

By | 31/12/2017

Justino (e) ataca Holm, ex-campeã de boxe (Jeff Bottari/via Getty Images)

O desejo de efetuar ao menos um combate de boxe em sua trajetória tem feito a brasileira Cris “Cyborg” Justino, 32, pressionar ao máximo a direção do UFC – Ultimate Fighting Championship. Nesta madrugada, ela superou a americana Holly Holm, 36, na primeira vez em que se viu obrigada a concluir todos os cinco rounds da disputa, em evento realizado no T-Mobile Arena de Las Vegas, estado de Nevada (EUA). A atleta nacional manteve o cinto da divisão pena e acumulou 19 triunfos consecutivos nas artes marciais.

Antes mesmo de entrar no octógono com Holm, “Cyborg” Justino (19-1, 16 KOs no MMA) havia prevenido os torcedores para não surpreenderem se a contenda completasse todas as rodadas. Ela queria demonstrar suas habilidades na nobre arte e nada melhor do que ficar diante da ianque, ex-detentora de cinturão nos ringues. Confiante em seu potencial e devidamente licenciada como boxeadora, a brasileira gostaria de, inicialmente, defender seu cetro UFC diante da australiana Megan Anderson.

Contudo, se não conseguir fechar acordo para brigar com uma adversária de al quilate, Cris Justino reafirma a intenção de trocar golpes dentro das 16 cordas, assim como já ocorreu nesta temporada com o irlandês Conor McGregor. Um dos alvos prediletos da lutadora nacional é a colombiana-dinamarquesa Cecilia Braekhus, única mulher na história a ostentar simultaneamente os quatro principais cinturões do esporte – CMB, AMB, OMB e FIB – na divisão meio-médio (66,6k).

Relembre:

Cris ‘Cyborg’ planeja incursão no boxe como McGregor

Cris ‘Cyborg’ Justino obtém licença para boxear

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *